Sónar+D ocupa o Red Bull Station entre 25 e 28 de novembro

Criado em Barcelona (Espanha) em 1994, o festival Sónar chega a sua terceira edição no país. Com a proposta de criar novas tendências mundiais nos campos da música, criatividade e tecnologia, o evento traz, além dos aguardados shows, uma conferência internacional voltada à indústria tecnológica, criativa e artística: o Sónar+D, que acontece aqui no Red Bull Station nos dias 25, 26, 27 e 28 de novembro.

Com programação gratuita, a curadoria do Sonar+D é assinada por Hermano Vianna, Ronaldo Lemos e Alê Youssef e parte do conceito de “refazer”, no sentido de que tudo, na atualidade, está sendo e deve ser reconstruído – inclusive a vida na cidade, a relação com o dinheiro, o negócio da música e os hábitos do dia a dia.

Durante este período, o prédio será ocupado por diversas atividades como palestras e debates com três focos: espírito maker, startup e novos negócios da música. A Galeria Transitória, localizada no segundo andar do edifício, receberá a mostra de fotos Área 91, do fotógrafo carioca Thales Leite, que faz uma conexão entre as aparelhagens do tecnobrega e óvnis.

002
O Poderoso Rubi Boy #1, foto de Thales Leite

Haverá também um ambiente dedicado a StartUps e um laboratório de inovação Maker Lab, com máquinas digitais, kits eletrônicos e bancadas de experimentação. Diariamente serão organizadas visitas guiadas ao Espaço Maker Sónar+D, bate-papos com empreendedores e pequenos workshops.

Os três primeiros dias do evento serão encerrados com um happy hour na Cafeteria. A ideia é que o local seja um espaço de convivência, para que os participantes possam se conhecer, estabelecer conexões e estender os assuntos abordados nos debates e palestras. O som ficará por conta de três ex-alunos da Red Bull Music AcademyMauricio Fleury (25/nov) Carrot Green (26/nov) e GrassMass (27/nov).

As palestras e debates estão com inscrições esgotadas, as demais atrações são abertas ao público.

Confira a programação completa do Sónar+D.