Giuliano Obici, da 12ª Residência Artística, apresenta performance no centro alemão ZKM

O artista Giuliano Obici, que participou da 12º Residência Artística do Red Bull Station, apresentou no fim de 2016 o trabalho “Simulacrum Piano” no ZKM (Center for Art and Media de Karlsruhe, Alemanha), um dos centros mais importantes de arte e tecnologia do mundo, junto a Heloísa Amaral (piano) e Anton Kossjanenko (Jan Zorin, no áudio e mix). Assista abaixo.

 

AQUI, relembre como foi a nossa mais recente residência e o trabalho apresentado por Giuliano.

Giuliano Obici e sua instalação de monitores que causam uma 'enchente audiovisual' | Foto: Lost Art / Red Bull Content Pool
Giuliano Obici e sua instalação de monitores que causam uma ‘enchente audiovisual’ | Foto: Lost Art / Red Bull Content Pool

 

Diferentes trajetórias se encontram na mostra da 12ª Residência Artística

Desde o último dia 2 de julho está em cartaz a exposição da 12ª Residência Artística do Red Bull Station, apresentando os trabalhos desenvolvidos pelos seis residentes durante o período em que ocuparam os ateliês do prédio, entre maio e junho passados.

Abaixo, eles falam um pouco sobre o processo e as obras criadas, assista:

Vídeo: Filmes para Bailar | Trilha original: Aeromoças e Tenistas Russas e Jovem Palerosi

***Mostra prorrogada até 13/8.

Para o curador Fernando Velázquez, a proposta é falar das artes visuais de uma forma ampla. “O encontro de artistas de diferentes trajetórias causa uma discussão interessante e levanta o debate sobre o que é arte”, diz ele.

Diferente de edições anteriores, nas quais os artistas permaneciam quatro meses no espaço, nesta edição a estadia foi de 50 dias. “Esta restrição espaço-temporal conforma o primeiro índice para o diálogo com as obras e os processos apresentados”, explica Velázquez.

Giuliano Obici com seu fone de concreto diante da "enchente" de monitores | Foto: Lost Art / Red Bull Content Pool
Giuliano Obici diante da “enchente” de monitores | Foto: Lost Art / Red Bull Content Pool

Dois dos residentes trabalharam com a ideia dos rios que passam sob o prédio: o paranaense Giuliano Obici construiu uma instalação provocando uma “enchente” audiovisual com monitores, parte do projeto que ele chamou de “Intensidades Brutalistas”, influenciado pelo seu reencontro com o centro de São Paulo. Já a mineira Carolina Cordeiro aproximou sua experiência com rios no Norte do Brasil com os soterrados córregos paulistanos, pensando em processos de cura — a obra foi desenvolvida após a artista ter criado uma série inspirada na atual conjuntura política do país, misturando fotografias jornalísticas e espelhos, em exposição em um dos ateliês.

Detail view of artist Carolina Cordeiro's "Untitled" artwork in the Main Gallery at Red Bull Station’s 12th Artistic Residency Exhibit in Sao Paulo (Brazil) on july 2, 2016.
Os vidrinhos de ‘líquidos de cura’ do PA inspiraram obra de Carolina Cordeiro | Foto: Lost Art / Red Bull Content Pool

O alemão Anton Steenbock exibe, na Galeria Transitória (2º andar do prédio), uma intervenção que é parte de seu projeto Da Silva Brokers, criando uma exposição de artistas fictícios. Além deste trabalho, ele mostra uma instalação na qual as tensões do mercado financeiro são evidenciadas, exposta na Galeria Principal, no térreo. Enquanto isso, Janaína Miranda (DF) desenvolveu um trabalho partindo da relação entre nomes e objetos, catalogando frutas e suas curiosas etiquetas, e reunindo em uma publicação fotografias de galerias de presidentes descobertas em pesquisas online.

O suíço Luca Forcucci mostra um manifesto que se conecta com sua pesquisa acerca do trabalho do poeta Blaise Cendrars, seu conterrâneo que fez um percurso pelo interior do Brasil ao lado de modernistas na década de 1920 (trajeto que Luca refez, em partes, nos últimos anos). Além desta obra, ele apresenta um site-specific em um dos ateliês que procura traduzir a paisagem sonora do entorno em imagens — o som costuma ser o ponto de partida do processo criativo do artista.

Artist Luca Forcucci's installation "Utopialand" in the Main Gallery at Red Bull Station’s 12th Artistic Residency Exhibit in Sao Paulo (Brazil) on july 2, 2016.
“Utopialand”, de Luca Forcucci, colagem com textos de Oswald de Andrade baseada nas inspirações de Cendrars | Foto: Lost Art / Red Bull Content Pool

Já o paulistano Raphael Escobar investigou, ao longo da residência, como fabricar cachaça ao estilo da Maria-Louca, bebida criada nas penitenciárias com processos elaborados de fermentação e destilação. Ele construiu, então, um alambique caseiro e disponibiliza a pinga criada ali, divulgando entre populações de rua onde conseguir a bebida de graça. O trabalho se conecta com pesquisa na qual o artista procura destacar situações do cotidiano que evidenciam as estruturas de poder na cidade — arte-educador, ele investiga como a criação de redes de solidariedade e afeto, sobretudo em torno de grupos em estado de vulnerabilidade social, pode ajudar na inclusão.

A exposição tem entrada gratuita, como toda a programação do Red Bull Station, e ocupa as duas galerias (Principal e Transitória) e alguns dos ateliês do prédio. A visitação pode ser feita de terça a sexta, das 11h às 20h, e aos sábados, das 11h às 19h, até 13 de agosto (a mostra, que iria até dia 30/7, foi prorrogada).

Edital aberto para a 12ª turma de Residência Artística

O programa de Residência Artística do Red Bull Station está aceitando inscrições. Previsto para acontecer entre 11 de maio e 1º de julho deste ano, a 12ª edição do programa mantém a escolha de seis artistas residentes, sendo uma vaga destinada a um estrangeiro e cinco para brasileiros ou residentes no país.

Os futuros integrantes serão selecionados pelo curador Fernando Velázquez, pelo artista, pesquisador e curador Divino Sobral e pela curadora Marta Mestre.

Poderão se inscrever artistas ou coletivos atuantes nas áreas de artes visuais, performance, arte sonora, novas mídias e demais manifestações contemporâneas. “O programa é um convite para a ação. Mais uma vez, durante a seleção, procuramos dar conta de um amplo espectro de pesquisas, tanto de linguagens, como de técnicas e temáticas”, afirma o curador.

Nos critérios adotados para a seleção dos candidatos destacam-se a capacidade do grupo de relacionamento com a arquitetura do prédio, com o seu entorno e sobretudo com a possibilidade de articular processos criativos colaborativos.

As inscrições poderão ser feitas pelo site www.redbullstation.com.br/edital até dia 3 de abril de 2016. Os selecionados serão divulgados neste site dia 11 de abril.

10ª Residência Artística: Artistas Selecionados

Cezar Sperinde – RS
Ícaro Lira – CE
Lot Amorós – Barcelona / Espanha
Pedro Cappeletti – SP
Sara Braga – MG
Vanessa de Michelis – MG

Statement do júri

Entre os critérios adotados pelo júri destacamos a capacidade do grupo de relacionar-se com a arquitetura do prédio, com o entorno, e sobretudo com a possibilidade de articular processos criativos colaborativos. Pensamos sempre num grupo heterogêneo com vista a fomentar o intercâmbio de ideias, linguagens, metodologias e mídias. Nas discussões, privilegiamos artistas que independentemente da sua faixa etária apresentavam pesquisas com possibilidade de expansão durante a residência. Além disso, optamos por dar visibilidade a artistas que, por diferentes motivos, ainda não receberam a devida atenção no circuito da arte contemporânea. Por último ressaltamos dois fatores significativos deste processo seletivo que evidenciam a relevância deste projeto: o grande número de inscrições recebidas do exterior, e a abrangência geográfica manifestada no resultado final.

São Paulo , 20 de novembro de 2014

Fernando Velázquez, Giselle Beiguelman, Sandra Cinto

Jury Statement

Among the criteria used by the jury we point out the group’s ability to relate to the architecture of the building, its surroundings and, especially, the ability to articulate collaborative creative processes. We have always imagined a heterogeneous group in order to promote the exchange of ideas, languages, methodologies and media. In the discussions, we have preferred artists that, regardless of their age, brought a research project that had the possibility to expand during residency. Furthermore, we chose to give visibility to artists who, for various reasons, have not yet received the proper attention in the contemporary art scene. Finally we note two significant issues in this selection process that reinforce the relevance of this project: the large number of entries received from other countries, and the local geographic scope manifested in the final result.

São Paulo, November 20, 2014
Fernando Velázquez, Giselle Beiguelman, Sandra Cinto

Declaración del Jurado

Entre los criterios utilizados por el Jurado destacamos la capacidad del grupo para relacionarse con la arquitectura del edificio y con su entorno, y sobre todo con la capacidad de articular procesos creativos colaborativos. Pensamos en un grupo heterogéneo con la intención de fomentar el intercambio de ideas, lenguajes, metodologías y medios. En las discusiones, privilegiamos artistas que, independientemente de su edad, presentaron proyectos de investigación con posibilidad de expansión durante la residencia. Además, se optó por dar visibilidad a artistas que, por diversas razones, todavía no han recibido la debida atención en el circuito de arte contemporáneo. Finalmente observamos dos factores importantes en este proceso de selección que demuestran la relevancia de este proyecto: el gran número de inscripciones recibidas desde el extranjero, y el alcance geográfico local manifiestado en el resultado final.

San Pablo, 20 de noviembre de 2014
Fernando Velázquez, Giselle Beiguelman, Sandra Cinto

 

 

9ª Residência Artística: Studio Visit com Federico Baeza

O argentino Federico Baeza é curador e pesquisador de arte contemporânea. A convite da curadora Paula Borghi, ele visitou os ateliês e conversou com os seis residentes: Amanda Mei, André Feliciano, Arthur Arnold, Daniel Lie, Gustavo Torres e Ricardo Reis. Nesses encontros, Baeza conheceu a fundo o trabalho de cada um e expôs seu ponto de vista, com o objetivo de contribuir para suas pesquisas e seus caminhos artísticos.

No vídeo ele conta um pouco como foi o studio visit:

 

 

Baeza Licenciado em artes e doutor em História e Teoria das Artes pela Faculdade de Filosofia e Letras da Universidade de Buenos Aires. Seu tema de pesquisa para o doutorado centrou-se nas estratégias da arte contemporânea na Argentina para questionar as práticas estéticas da vida cotidiana. A investigação desdobrou-se em três frentes: os intercâmbios da oralidade (a conversação, a memória, a narração da própria vida); o uso dos objetos como desvio de sua funcionalidade e o espaço urbano como esfera praticada além de sua planificação.

O artista também desenvolveu pesquisas no Centro de Estudios y Documentación del MACBA (Barcelona) com o acervo da instituição sobre os artistas conceituais argentinos. É diretor de extensão universitária e professor adjunto de Crítica de Arte da IUNA. É coautor de três livros sobre artes cênicas e visuais, publica artigos sobre arte contemporânea e semiótica em revistas especializadas, escreve em catálogos de artistas e participa de congressos e encontros internacionais. Desenvolve pesquisas e guias para o Canal Encuentro sobre arte contemporânea. Também têm desempenhado um papel no campo da gestão das artes desenvolvendo curadorias e ciclos de palestras.

Começa a 9ª Residência Artística do Red Bull Station

Recebemos em Setembro de 2014 os novos integrantes da nona turma de residentes do Red Bull Station. Amanda Mei, André Feliciano, Arthur Arnold, Daniel Lie, Gustavo Torres e Ricardo Reis participaram de uma primeira conversa com a curadora Paula Borghi e ocuparam os seis ateliês destinados à pesquisas, experimentações e desenvolvimento de seus projetos artísticos durante as próximas onze semanas.

O grupo foi selecionado pela artista Leticia Ramos e pelos curadores Marcio Harum e Paula Borghi a partir do caráter experimental que possuem, da excelência de suas produções, da abertura deles para a troca, assim como a disponibilidade em saírem de suas zonas de conforto e experimentarem novas propostas.

Red Bull Station

Ao longo do programa de residência acompanharemos o processo dos seis artistas. Saiba mais sobre eles aqui. Da esquerda para direita: Paula Borghi, Ricardo Reis, André Feliciano, Amanda Mei, Gustavo Torres, Arthur Arnold e Daniel Lie.