Minas na rima: o Sófálá das MCs em 10 imagens

Teve muita rima afiada na última edição do Sófálá, evento que alterna batalha de MCs e slams de poesia mensalmente no auditório do Red Bull Station.

Política, educação, homofobia, questões raciais, estéticas e de direitos da mulher estiveram na pauta do dia, principalmente da dupla Rap Plus Size, que fez um show curtinho, e de Gabriela De Brito, a vencedora da batalha, rapper de 22 anos de idade e flow maduro.

Abaixo, a gente selecionou 10 fotos para mostrar um pouco do que rolou no sábado passado:

Issa Paz e Sara Donato mandando as rimas do Rap Plus Size

Issa Paz e Sara Donato mandando as rimas do Rap Plus Size.

Teve recado pesado, mas teve também muita risada: Issa Paz e Pauê antes de batalha

Teve recado sério, mas teve também muita risada: Issa Paz e Pauê antes de batalha.

O DK Kokay rodou vários clássicos do rap nos toca-discos

DJ das batalhas, Kokay foi de Mos Def a De La Soul na seleção.

A duas campeãs do dia: Issa Paz e Gabriela De Brito

Vice e campeã do dia, Issa Paz e Gabriela De Brito: não dê bobeira e vá atrás do trabalho delas.

O MC Pedro Andrade mandou rimas sobre homofobia em batalha com Issa Paz

O MC Pedro Andrade mandou rimas sobre homofobia em batalha acirrada com Issa Paz.

Sara Donato e Issa Paz ainda não tem disco, mas o público já conhece bem o refrão dos seus sons. Ouça um deles no recém-lançado clipe da dupla

Sara e Issa ainda não têm disco, mas o público já conhece bem seus sons. Ouça um deles no recém-lançado clipe da dupla.

Caiuby, MC que fez participação especial em um dos trabalhos do Pulsø, mandou um ragga pra fechar bem o evento

Caiuby, MC que fez participação especial em um dos trabalhos do Pulsø (ouça “Tecnobrega Jamaica Style”), mandou um ragga pra fechar bem o evento.

Imagine três MCs talentosas dividindo o palco

“Quem quiser falar vai ter que gritar mais alto! Se tentar me derrubar vai encontrar o asfalto. Resiste e não recua, insista até que evolua, enquanto houver loucura, a luta continua!”.

Pra fechar, público e MCs em sintonia

Foi mais ou menos assim. O próximo Sófálá Batalha de MCs é em agosto, não perca.

Fotos: Felipe Gabriel / Red Bull Content Pool

Palestra na íntegra: 30 Anos de Rap, com KL Jay

Como parte do Pulsø 2016, o DJ e produtor KL Jay bateu um papo com o público sobre seus 30 anos de carreira.

Da infância na zona norte de São Paulo ouvindo os discos de samba da família até a formação do Racionais MCs — passando pela primeira vez que se impressionou com um DJ, integrante da clássica equipe de som Zimbabwe, e pela influência de Eazy Lee (DJ do Kool Moe Dee, que viu ao vivo em 1987) nos scratches –, Kléber Simões relembrou sua trajetória. A noite teve ainda exibição de um minidoc e show do pioneiro grupo de rap Região Abissal, com quem KL Jay tem muita história em comum.

Kléber falou também da perseguição e do racismo sofridos pelo Racionais, da importância dos encontros na estação São Bento e contou um pouquinho das histórias de bastidores de músicas como “Fim de Semana no Parque”, “Homem na Estrada” e “Diário de um Detento”.

Em relação a novas produções, ele adiantou que seu segundo álbum solo está em fase final. “Estou masterizando o ‘Na Batida Vol. 2’, faltam três músicas e o nome do disco é ‘No Quarto Sozinho'”.

Sobre seu frescor e empolgação com o novo, KL Jay deu a dica: “o segredo pra não viver de passado é ser antigo e moderno, olhar o mundo e se identificar com ele. O rap dos anos 90 é sensacional, mas tem muito rap bom hoje”.

KL Jay durante o Pulsø 2016 | Foto: Felipe Gabriel
KL Jay durante conversa no Pulsø 2016 | Foto: Felipe Gabriel

Dupla Dois Africanos grava com Kamau no Pulsø; assista

Está bem agitado o estúdio do Kamau, um dos curadores da ocupação musical Pulsø neste ano, reunindo no seu time Nyack, Jota Ghetto, Jhow Produz, Mestre Xim e Daniel Raillow.

Desde o começo do projeto, na semana passada, já passaram por aqui Tássia Reis, Erica Dee e, nesta quarta, a dupla Dois Africanos gravou um pouquinho com o rapper paulistano. Formado por Opai Bigbig, do Benin, e Izy Mistura, de Togo, o duo teve início no Brasil — onde os músicos vivem desde 2012 — e ficou bem conhecido após participar de um programa musical na TV. A ideia deles é mostrar a presença de ritmos africanos no som de outras partes do mundo.

Vem ver a parceria, que deve resultar na música “Três Africanos”, com o Izy rimando sobre base de Mestre Xim:

 

O Pulsø é um projeto que ocupa o Red Bull Station entre 4 e 30 de abril no qual músicos e produtores independentes se juntam para discutir o mercado da música e criar novos sons.

Acompanhe nossa programação: http://redbullstation.com.br/pulso

Kamau indica onde comprar discos e ouvir rap em São Paulo

O rapper Kamau é mais um dos curadores do Pulsø 2016 (veja aqui os músicos que ele selecionou). Pedimos que ele montasse um pequeno guia de lugares para comprar discos e ouvir rap em São Paulo.

Kamau

Eis o itinerário:

::DISCOS
“Costumo comprar vinis toda semana na região central de São Paulo. Mais precisamente na região da rua 24 de maio/Barão de Itapetininga/7 de Abril. Nas Grandes Galerias os CDs de rap que fazemos e os que gostamos podem ser encontrados nas lojas Beatz (av. São João, 439 – lj 16) e Canal Black (Galeria do Rock, lj 38).

Na Galeria Presidente (r. 24 de Maio, 116), pode perguntar pro pessoal da Colex e da Mágica do Hip Hop. Os vinis de rap e afins estão na mesma galeria nas lojas Promo Only, Gringo’s e Florida.

Os vinis onde garimpo matéria prima e material de estudo podem ser encontrados na Galeria Nova Barão (r. 7 de Abril, 154), nas lojas Disco 7, Lado C e Big Papa”.

Foto: facebook.com/GaleriaNovaBarao
Foto: facebook.com/GaleriaNovaBarao

::FESTAS
“Toda terça feira rola a Discopédia na Trackers (r. Dom José de Barros, 337) e, sempre que posso, estou presente. Os residentes Nyack, Marco e Dan Dan levam peças selecionadas do seu vasto acervo de vinil pra girar nos toca-discos da festa. Começa e acaba cedo, antes do metrô acabar — isso se os DJs e o público não se empolgarem, o que de vez em quando acontece.

Outra festa que já é tradição na noite de SP é o Sintonia (no DJ Club – Al. Franca, 241), onde KL Jay, Ajamu, Marco e Will revezam no comando da pista. Sempre garantia de bons momentos musicais pela madrugada”.

Flyer da festa Discopédia.
Flyer da festa Discopédia.

::BATALHAS
“Rola todo sábado a mais tradicional das batalhas de SP atualmente: a Batalha da Santa Cruz. Como o próprio nome diz, ela acontece na estação Santa Cruz do Metrô, na calçada ao lado do Colégio Arquidiocesano. Mas há várias outras batalhas ao longo da semana em vários locais de SP.

E se quiser me encontrar pelo centro de SP, estarei no Rei do Mate (largo do Paissandu) bebendo um mate suíço de açaí, em alguma dessas lojas de vinil ou CD, ou andando de skate no Vale do Anhangabau ou praça Roosevelt. Nos vemos, pessoal! Música pra gente. Pra mente. Pra sempre”.

Para saber a programação completa do Pulsø, acesse: redbullstation.com.br/pulso

Empresária do Racionais MCs, Eliane Dias fala sobre mídia, rap e relação com fãs

“Eu queria cuidar da carreira do Racionais desde 2002, mas só fui convidada agora, em 2012”, conta a advogada Eliane Dias, referindo-se a seu início como empresária do grupo que viu surgir — ela é casada há muitos anos com Mano Brown — e se tornar o maior fenômeno do rap brasileiro.

Após assumir as demandas do grupo com sua produtora Boogie Naipe, Eliane passou a administrar convites da imprensa, estreitar a relação com fãs e colocar o Racionais mais presente nas redes.

“A gente precisa mostrar a nossa cara. Não adianta só falarmos para nós mesmos”, diz ela.

Eliane fala um pouquinho sobre tudo isso no vídeo abaixo, gravado durante o Pulsø 2015.

Aqui, veja a palestra completa com ela:

CONHEÇA OS PARTICIPANTES E VEJA A PROGRAMAÇÃO DO PULSO 2016