André Feliciano

São Paulo/SP

André Feliciano vive da/na natureza da arte. Em 2001 nomeou-se moderno, de 2002 a 2005 pós-moderno; em 2006, contemporâneo e a partir de 2007 até os dias de hoje florescentista. André viveu quatro períodos da história da arte, sendo o Florescimento criado pelo próprio, com quatro livros publicados e indumentárias exclusivas para cada ciclo. Um artista cuja produção se desenvolve a partir da relação entre comportamento, pensamento e poética, onde corpo e obra não se diferenciam.

SITE