Felipe Braga

Com uma poética que percorre o design, as artes visuais, a literatura e o cinema, Felipe Braga trabalha a partir de apropriações e desconstruções imagéticas, utilizando suportes e meios variados, dos quais a ficção é o eixo em comum. Seus trabalhos despertam questões com respostas dúbias despreocupadas em distinguir a verdade da mentira; neles encontramos a afirmação de que a arte é uma grande invenção. É por essa lógica que o artista produz, com a filosofia de que na arte tudo é possível, seja em um concerto de música, filme, livro ou exposição.