Notícias
Arte

#RBMASP: Cafeteria prepara menu especial para o festival

31mai

por Red Bull Station

O Red Bull Music Academy Festival São Paulo começa no próximo dia 2 e, para isso, nossa cafeteria, comandada pelo Coletivo PURA, também organizou um cardápio especial com opções de alimentos cujo preparo é mais rápido (no estilo “on-the-go”) para receber os visitantes aqui no Red Bull Station.

As comidinhas contarão, entre outras delícias, com “montaditos” de pernil e na versão vegana, além de um sanduíche de pão artesanal, costela melada, agrião e mostarda.

Na cartela de drinks, figuram como destaques o Pepino Smash (foto), preparado com rodelas de pepino, gin e Red Bull Lime, e o Tropical Gin, com gin, laranja e Red Bull Tropical.

B78A0381

Veja abaixo o cardápio completo:

cardapio_station_rbma

cardapio_station_rbma2

Arte

Livro reúne poemas dos vencedores de 2016 do Sófálá: Slam de Poesia

19mai

por Red Bull Station

Livro de poemas com os vencedores do Sófálá 2016
Livro de poemas com os vencedores do Sófálá 2016

Neste sábado (20) rola mais uma edição do Sófálá: Slam de Poesias, com a participação do DJ Vitonez e o lançamento do livro e CD musicado “Muzimba – Na Humildade Sem Maldade”, do escritor Akins Kintê, que também fará um pocket show com seus poemas. Mas outro diferencial neste fim de semana será o lançamento do livro de poemas dos vencedores de 2016, cuja capa você vê na imagem acima. Com curadoria assinada por Emerson Alcalde, a edição ainda conta com poemas do próprio escritor.

Foram selecionados materiais de Mariana Felix, Deusa Poetisa, Nelson Maca, Edilson Borges, Felipe Nikito, Hugo Deigman, Robsoul Mensageiro, Daniel GRT, Cleyton Mendes, Tawane Theodoro, Gustavo Duende e Monique Amora. A lista ultrapassa o número de seis autores porque, no ano passado, dois participantes eram premiados em cada edição.

Para quem não sabe, o programa do Sófálá inclui o Slam de Poesias, cujos vencedores lançam seus poemas em um livro, e a Batalha de MC’s, na qual quem ganha garante a gravação de um disco no Red Bull Studios. Relembre abaixo os vencedores da Batalha de MC’s de 2016.

Arte

Luisa Puterman: busca sensorial na música e ocupação do espaço

10mai

por Red Bull Station

Luisa Puterman apresenta o Sonora, no Red Bull Studios, nesta quinta-fira (11)
Luisa Puterman apresenta o Sonora, no Red Bull Station, nesta quinta-feira (11)

Transitando dos festivais de música eletrônica como o Dekmantel –que ganhou sua primeira edição nacional neste ano–, aos espaços culturais com instalações e projetos imersivos, a artista visual e produtora Luisa Puterman faz da música e da imagem grandes aliadas nas possibilidades de ampliação sensorial.

Dois projetos dela figuram como destaque na programação de abril e maio no Red Bull Station, o Moto Perpétuo, que fica na galeria principal até o dia 13 deste mês, e o Sonora, que acontece nesta quinta-feira (11). Com diversos pontos de luz alinhados, o primeiro propõe a reflexão sobre as dinâmicas da transformação urbana por meio de um ambiente cujo som tem por base o movimento e a quebra de materiais como vidro, pedra e areia –comumente associados às construções. O Sonora, por sua vez, consiste em vendar os olhos dos participantes e, com as paisagens sonoras construídas ao vivo por ela em colaboração com o artista Bruno Garibaldi, permitir que a liberdade criativa da imaginação individual aflore os sentidos e instigue o público.

No histórico educacional de Luisa, o estudo musical esteve presente como base durante a infância por estímulo da família. Mas quem observa as produções conceituais da artista hoje provavelmente não imagina que ela começou a se arriscar criativamente aos 15 anos por meio do Garage Band, o aplicativo da Apple. Formada em história da arte e, posteriormente, em engenharia de áudio, encaminhou-se para o experimentalismo de maneira bem natural. Especialmente porque explorar a expansão da força imaginativa por meio da arte é o que a alimenta.

Em entrevista, ela conta um pouco sobre seu processo criativo, a relação com música e acerca do surgimento dos projetos.

Você trabalha com música experimental eletrônica. Como chegou a esse direcionamento?
Sempre estudei música, dai fui estudar história da arte e depois engenharia de áudio. Nesse percurso fui reunindo um repertório amplo que mistura som, imagem e música que resulta um pouco nisso.

Seus projetos envolvem a ocupação do espaço. Como enxerga a composição?
Compor no espaço e no tempo são coisas bem diferentes, mas que se complementam de certa forma. No tempo, o raciocínio é mais musical, ligado a melodias, harmonias e outros elementos que formam uma ideia mais comum do que é música. No espaço são outros os desafios que ainda busco compreender, até porque cada espaço é único, o que me leva a pensar que cada espaço ja é em si uma composição.

Como foi a concepção do projeto Sonora?
Ele nasceu em julho de 2016, durante uma residência artística no espaço Área Criativa na cidade de Pedra Azul, no Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais. Em parceria com Bruno Garibaldi, desenvolvemos uma série de atividades com os moradores, como colaborações com músicos locais, oficinas e apresentações em espaços públicos. Com a vontade de propiciar às pessoas uma experiência de imersão pautada pelo som e palavra, criamos uma viagem de barco para levar as crianças em uma jornada através da imaginação. Para nossa surpresa, aquilo deu tão certo que repetimos a atividade no presídio da cidade onde tivemos a certeza de que o projeto era algo maior e mais denso. Dessa forma, temos desenvolvido novos roteiros e explorado diferentes contextos e formatos de atuação. E agora o projeto tem um site, que pretende explicar e ilustrar um pouco mais sobre o Sonora.

E o Moto Perpétuo?
Surgiu ao longo do segundo semestre do ano passado, pensado especificamente para o contexto do festival Novas Frequências. A instalação foi meio que aparecendo conforme ideias sobre construção e destruição cruzavam meu caminho. Fui atrás de sons que pertencem a esse universo e acabei chegando num conceito de ciclo infinito, de uma angústia implícita nos processos ilusórios de renovação — além do fato de as cidades estarem inundadas por sons que, como consequência desses processos, nos habitam de forma inconsciente e esteticamente intrigante.

Ambos os projetos se valem de experiências imersivas. Casar alguns elementos estéticos de arte contemporânea com a música é uma maneira de extrair desta ainda mais possibilidades sensoriais?
Nosso corpo é algo complexo, principalmente nesse eixo sensorial… Acho que existem várias maneiras e possibilidades de se trabalhar isso, tento ativar essas possibilidades com o que me interessa e com o que trabalho melhor tecnicamente.

Você tocou no Dekmantel por aqui. Trabalhar com música nos moldes mais “tradicionais” te gera o mesmo entusiasmo?
Sim. Acho que o importante é manter uma conexão com o som de alguma maneira… Música tem um apelo muito forte em mim e isso não tem nada a ver com qualquer tipo de etiqueta ou categoria, mas sim com a potência de comunicação e transformação que o som carrega.

Arte

Curador e diretor artístico do Red Bull Station participa de palestra em Barcelona

27abr

por Red Bull Station

Fernando Velazquez durante palestra no Pulso 2016, aqui no Red Bull Station
Fernando Velazquez durante palestra no Pulso 2016, aqui no Red Bull Station

Responsável pela curadoria e pela direção artística do Red Bull Station desde a abertura em 2013, o artista multimídia Fernando Velazquez viajou para Barcelona neste fim de semana. Ele participa do evento anual IAM Weekend, que rola entre 27 a 30 de abril com o tema “The Renaissance of Utopias”. Organizado pelo Internet Age Media, o foco dessa turma é refletir sobre o futuro e a conexão entre tecnologia, educação e cultura em diversas plataformas.

Fernando nasceu em Montevidéu, no Uruguai, mas mora em São Paulo desde 1997. A pesquisa de trabalho dele inclui os campos da arte, tecnologia e filosofia. Mestre em Moda, Arte e Cultura pelo Senac-SP, pós-graduado em Video e Tecnologias On e Off-line pelo Mecad de Barcelona, participa de exposições e palestras no Brasil e no exterior.

No evento, ele vai falar um pouco sobre os trabalhos no Red Bull Station dentro da discussão “Post-Work”. A reflexão toda será em torno da definição e distribuição dos novos conceitos de trabalho e dos valores das ideias criativas tanto na política quanto na educação da sociedade de amanhã. Para quem quiser saber mais, vale destacar que o conteúdo estará disponível gratuitamente por duas semanas na página oficial do evento.

Arte

Instalação “Monstera Deliciosa”, de Manuela Eichner, aberta para visitação neste sábado (8)

07abr

por Red Bull Station

Com recortes, cores e plantas, a instalação “Monstera Deliciosa”, da artista visual Manuela Eichner, estará aberta para visitação somente neste sábado (8), no Red Bull Station.

Nascida no município de Arroio do Tigre, no Rio Grande do Sul, Manuela trabalha em diversas frentes artísticas – de vídeos e performances a peças de design gráfico e instalações. Neles, vale-se dos princípios de colagem, ruptura e embaralhamento da unidade espacial, contextual e semântica de imagens de procedências distintas.

Nos projetos que fazem parte do Monstera, tal qual o exibido por aqui, imagens de corpos e objetos em colagens tridimensionais se misturam no espaço composto por plantas.

Monstera Deliciosa – Manuela Eichner from Aline Belfort on Vimeo.

 

Arte

Coletivo PURA assume direção da Cafeteria

03abr

por Red Bull Station

Temos novidades na nossa cozinha! A partir do dia 11 de abril, a Cafeteria passa a ser comandada pelo Coletivo PURA, idealizado pela dupla Maurício Muñoz (ex-Spot, Astor e Ritz) e Vinícius Rioli (Felix Bistrot). O novo time aposta em ingredientes mais orgânicos e menos industrializados, em um cardápio que muda de acordo com cada estação do ano. A proposta é aproximar os consumidores do alimento que está ali no prato.

P-20150428-00088_News

Para o primeiro cardápio da nova Cafeteria, que chega junto do Outono, as principais escolhas são ingredientes típicos da estação:  abóbora, abobrinha, coco e folhas como o agrião.

Confira o cardápio completo abaixo:

Almoço executivo (11:30 às 15:30)

Entradas

Salada de folhas com castanhas e frutas R$ 12 (pequeno) R$ 21 (grande)

Tartare de pupunha, coentro e frutas c/ Chips R$ 15 (pequeno) R$ 27 (grande)

Espeto de sardinha com purê de abóbora R$ 12 (pequeno) R$ 21 (grande)

Sopa do dia R$ 9 (pequeno) R$ 16 (grande)

Montadito do dia R$ 10 (unid.)

Principal

Espaguete de abobrinha com molho de ervas frescas e castanhas R$22 (serve 1 pessoa) R$ 40 (serve 2 pessoas)

Escondidinho de abóbora e mix de legumes salteados R$ 24 (1 pessoa) R$ 45 (2 pessoas)

Guisado de raízes e cortes bovinos R$ 27 (1 pessoa) R$ 50 (2 pessoas)

Frango picante com tomate assado e arroz de coco R$ 25 (1 pessoa) R$ 47 (2 pessoas)

Sanduíche de costelinha assada com melado, agrião e mostarda c/ Chips R$ 22

Sobremesas

Frutas cortadas R$ 7

Torta de frutas R$ 6

Bolo melado de chocolate R$ 11

Frutas assadas com iogurte artesanal e farofa doce R$ 9

Sorvete R$ 10

Cafeteria (15:30 às 20:00)

Doces

Todas as sobremesas do almoço executivo

Doces caseiros de pequenos produtores de São Paulo

Salgados e lanches

Sanduíche de costelinha assada com melado, Agrião e mostarda c/ Chips R$ 22

Lanches de frios e embutidos (opções sortidas e sazonais) R$ 15

Empanadas caseiras (fornadas de hora em hora) R$ 7

Pão de beiju artesanal com alecrim e azeite R$ 5 (unid)

Pães na chapa com manteiga e/ou geleia R$ 5

Porções

Tortilhas de pão pita com duo de pastas R$12

Mix de Castanhas (90gr.) R$ 10

Bolinhos de arroz com abóbora, recheados com queijo fresco (3 unid) R$ 15

Bolinhos de banana recheados com barriga de porco (3 unid) R$ 16

Bebidas

Red Bull

Red Bull ​​​​​​​​​​R$ 5

Red Bull Sugar Free ​​​​​​​​​R$ 5

Red Bull Blueberry​​​​​​​​​ R$ 5

Red Bull Cranberry​​​​​​​​​ R$5

Red Bull Lime​​​​​​​​​​ R$ 5

Red Bull Tropical ​​​​​​​​​R$ 5

Cocktails não alcoólicos R$ 10

Cocktails alcoólicos R$ 17

Cafeteria

Café expresso  (Martins Café)​​​​​​​ R$4,50

Café coado R$ 3

Cappucino (*)​​​​​​​​​ R$ 7

Macchiato (*)​​​​​​​​​ R$ 5

Café gelado R$ 4

Chá quente (Ervas Frescas)​​​​​​​ R$ 3,50

(*) Leite vegetal ​(+ R$ 3)

Soft

Água R$ 4 ​​​​​​​

Chá gelado do dia​​​​​​​​​ R$ 3,50

Limonada chorriada (c/ rapadura)​​​​​​ R$ 3,50

Suco natural R$ 7

Horário de funcionamento: almoço executivo 11:30 às 15:30, Cafeteria 15:30 às 20:00.

Arte

Exposições “Aceita?” e “Construção de Valores” são prorrogadas até 25/3

24fev

por Red Bull Station

As mostras “Construção de Valores”, de André Komatsu, e “Aceita?”, de Moisés Patrício, foram prorrogadas até 25 de março.

A instalação de Komatsu ocupa a Galeria Principal do prédio. Nela, o artista apresenta um conjunto de mais de 700 mil cópias, entre imagens e verbetes de dicionário, empilhadas em 62 torres rigorosamente organizadas no espaço. As imagens foram extraídas de meios de comunicação, e dentre os verbetes se encontram palavras como ordem, poder, estrutura, sistema, território e estado. Ventiladores ligados no entorno dessas “edificações” desestabilizam as pilhas, rearticulando imagens e verbetes em novos conjuntos, nos convocando a refletir sobre as estruturas que moldam a sociedade. Leia aqui entrevista com o artista.

"Construção de Valores", de André Komatsu
“Construção de Valores”, de André Komatsu

“Aceita?” fica na Galeria Transitória e é uma série que Moisés Patrício vem desenvolvendo desde 2013 para as redes sociais. Artista negro, morador da periferia de São Paulo e praticante do candomblé, Patrício produz religiosamente uma imagem por dia como forma de documentar o seu cotidiano e refletir sobre a sua condição na cidade. As imagens são meticulosamente projetadas e têm a mão aberta do artista como oferenda principal, sempre relacionada a frases que escuta ou a objetos que Patrício encontra em seu trajeto pela cidade. No vídeo abaixo, o artista fala sobre o trabalho.

Estamos abertos de terça a sexta, das 11h às 20h, e aos sábados, das 11h às 19h. A entrada é gratuita.

Arte

Chamado aberto para a mostra “Aproximadamente 800 cm3 de PLA”

24fev

por Red Bull Station

APROXIMADAMENTE 800 cm3 DE PLA é uma exposição que busca mostrar o rico estado da arte digital em 3D, materializando-o em um espaço físico. Modelos virtuais são impressos em plástico e apresentados em um gabinete de curiosidades feitas por computador. Em abril, o projeto chega à Galeria Transitória do Red Bull Station.

A participação é aberta a qualquer pessoa interessada em contribuir. Vale qualquer tipo de modelo: esculturas generativas, personagens animados, props para filme e/ou videogame, projetos de engenharia, maquetes virtuais, tomografias computadorizadas.

3d4

Para ter a sua obra incluída na mostra, basta enviar o modelo 3D até 31 de março, em formato OBJ ou STL, para o e-mail 800cm3@redbull.com.br.

Os modelos recebidos serão impressos em 3D e colocados à mostra na Galeria Transitória de 1 de abril a 13 de maio. As condições completas de participação podem ser lidas abaixo.

De onde vem esse nome?
APROXIMADAMENTE 800 cm3 DE PLA é o volume total de plástico contido num carretel para impressão 3D. O projeto foi iniciado em 2015 durante a bienal de artes digitais “The Wrong”. Na primeira edição foram fabricados 71 modelos variados, criados por participantes de todo o mundo. Essa coleção encontra-se preservada no acervo da Galeria de Arte da UFES e pode ser vista em 800cm3.tumblr.com. O projeto é coordenado por Gabriel Menotti.

_MG_5621

No Red Bull Station, a mostra fabricará os modelos recebidos por e-mail até a matéria-prima acabar. Para que seu projeto seja fabricado e apresentado na exposição, basta observar essas oito regras simples:

1. Qualquer um pode enviar qualquer tipo de modelo 3D virtual para ser impresso e mostrado em APROXIMADAMENTE 800cm3 DE PLA;

2. De modo a estimular diversidade, as propostas estão limitadas a um modelo por pessoa;

3. O modelo deve ser enviado por e-mail, em formato STL ou OBJ, para 800cm3@redbull.com.br. No corpo da mensagem, indique o nome do autor e seu site(s) pessoal(is). Vale perfil em rede social também;

4. Todos os modelos serão produzidos usando os mesmos parâmetros de impressão e uma mesma quantidade de plástico PLA vermelho. Mas não se preocupe com isso: nós cuidaremos de formatar os modelos apropriadamente;

5. Depois de impressos, os modelos serão expostos na Galeria Transitória do Red Bull Station. A documentação das peças pode ser publicada nas redes sociais;

6. Planejamos imprimir a maior quantidade de objetos possível dentro das nossas restrições materiais. No caso de ser preciso fazer alguma triagem, nos basearemos em critérios bastante subjetivos de originalidade e diversidade;

7. Ao fim do processo, os modelos produzidos serão doados e uma coleção com os arquivos originais será publicada on-line. Caso você não queira que seu arquivo seja publicado, nos informe no email de submissão;

8. Ao submeter um modelo 3D para o projeto APROXIMADAMENTE 800cm³ DE PLA, você assume total responsabilidade sobre os direitos autorais da peça, e autoriza o seu uso e reprodução na exposição de acordo com as regras aqui delineadas.

**

ENGLISH VERSION

APPROXIMATELY 800cm³ OF PLA is an exhibition of the rich state of 3D digital art in a physical space. It constitutes a cabinet of computerized curiosities made with 3D printing. In April, the project arrives at Red Bull Station’s Transitory Gallery.

Participation is open to anyone interested in showing their work. You can submit any kind of model: algorithmic sculptures, cartoonish characters, movie or videograme props, engineering projects, virtual maquettes, computerized 3D scans and more!

In order to have your work shown in the exhibition, submit a 3D model by March 31st, in OBJ or STL format, to the email address 800cm3@redbull.com.br. The models will be printed in plastic and put on display at the Transitory Gallery until May 13th. Full conditions of participation can be read below.

Where this name comes from?

APPROXIMATELY 800cm³ OF PLA is the total volume of plastic contained in a spool for 3D printing. The project began in 2015 during The Wrong digital arts biennale. In the first edition, 71 models from participants from all over the world were produced. These objects are currently preserved in the collection of UFES art gallery, and can be seen at 800cm3.tumblr.com. The project is coordinated by Gabriel Menotti.

Conditions of participation

We have a spool of red PLA plastic and we are going fabricate 3D models received by e-mail until this material runs out. For your model to be printed and presented in the exhibition, please observe these eight simple rules:

1. Anyone can submit any kind of virtual 3D model to be printed and displayed on the show;

2. In order to foster participation, submissions are limited to one model per person;

3. The models must be send by e-mail, in OBJ or STL format, to 800cm3@redbull.com.br. In the message body, please indicate the name of the author and his/her personal website or social network profile;

4. All models will be made using the same printer settings and a standard amount of red PLA plastic. But don’t worry about any of this; we will be taking care of formatting them accordingly;

5. Once printed, the object will be put on display at the Transitory Gallery. The documentation of this process can be published on social networks.

6. We plan to print as many objects as possible, within the limits of the available material (one spool of PLA). In case selections must be made, they will be based on the very subjective criteria of originality and diversity.

7. At the end of the process, the models will be donated and a collection with the original files will be published on-line. In case you don’t want your file to be made published, please inform in the submission e-mail;

8. By submitting an object to APPROXIMATELY 800cm³ of PLA, you take full responsibility over the copyright of the piece, and authorize its use and reproduction in the show according to the rules above.

Arte

Giuliano Obici, da 12ª Residência Artística, apresenta performance no centro alemão ZKM

15fev

por Red Bull Station

O artista Giuliano Obici, que participou da 12º Residência Artística do Red Bull Station, apresentou no fim de 2016 o trabalho “Simulacrum Piano” no ZKM (Center for Art and Media de Karlsruhe, Alemanha), um dos centros mais importantes de arte e tecnologia do mundo, junto a Heloísa Amaral (piano) e Anton Kossjanenko (Jan Zorin, no áudio e mix). Assista abaixo.

 

AQUI, relembre como foi a nossa mais recente residência e o trabalho apresentado por Giuliano.

Giuliano Obici e sua instalação de monitores que causam uma 'enchente audiovisual' | Foto: Lost Art / Red Bull Content Pool
Giuliano Obici e sua instalação de monitores que causam uma ‘enchente audiovisual’ | Foto: Lost Art / Red Bull Content Pool

 

Arte

Veja como foi a abertura de “Construção de Valores” e “Aceita?”

06fev

por Red Bull Station

Inaugurando nossa programação de 2017, no último sábado (4) ocorreu a abertura das exposições “Construção de Valores”, de André Komatsu, e “Aceita?”, de Moisés Patrício, com apresentação do bloco afro feminino Ilú Obá de Min.

19_MG_7689

A instalação de Komatsu ocupa a Galeria Principal do prédio. Nela, o artista apresenta um conjunto de mais de 700 mil cópias, entre imagens e verbetes de dicionário, empilhadas em 62 torres rigorosamente organizadas no espaço. As imagens foram extraídas de meios de comunicação, e dentre os verbetes se encontram palavras como ordem, poder, estrutura, sistema, território e estado. Ventiladores ligados no entorno dessas “edificações” desestabilizam as pilhas, rearticulando imagens e verbetes em novos conjuntos, nos convocando a refletir sobre as estruturas que moldam a sociedade. Leia aqui entrevista com o artista.

_MG_7483

“Aceita?” fica na Galeria Transitória e é uma série que Moisés Patrício vem desenvolvendo desde 2013 para as redes sociais. Artista negro, morador da periferia de São Paulo e praticante do candomblé, Patrício produz religiosamente uma imagem por dia como forma de documentar o seu cotidiano e refletir sobre a sua condição na cidade. As imagens são meticulosamente projetadas e têm a mão aberta do artista como oferenda principal, sempre relacionada a frases que escuta ou a objetos que Patrício encontra em seu trajeto pela cidade. No vídeo abaixo, o artista fala sobre o trabalho.

Veja na galeria a seguir fotos da abertura, que encerrou com uma apresentação do Ilú Obá de Min. As mostras ficam até 4 de março em cartaz por aqui e, assim como toda a programação do espaço, têm entrada gratuita.

Fotos: Felipe Gabriel / Red Bull Content Pool