Data e horário

Quarta, 18/11/2015

quarta • 20H - 22H

Local

Auditório

Ingresso

Gratuito

Nesta atividade promovida pelo Red Bull Basement, receberemos Giselle Beiguelman, artista e professora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP), para uma reflexão sobre o urbanismo open source.

Nos anos 1990, os especialistas discutiam como apropriar-se das redes para tornar a cidade mais interativa. Hoje, com a capilarização da tecnologia, a aposta é em como utilizá-las para interferir no cotidiano das cidades, sem transformá-las em celas sem paredes, vigiadas eletrônica e remotamente. A discussão sobre “cidades inteligentes” cede espaço para a de urbanismo open source. A reinvenção das formas de ocupar as ruas está na pauta do dia e passa ter que levar em conta a dimensão pública e urbana do espaço informacional.

Giselle Beiguelman é artista e professora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP). É co-curadora de Arquinterface: a cidade expandida pelas redes (Galeria de Arte Digital Sesi-SP, 2015) e foi curadora da 9a Virada Cultural de São Paulo (2013) e de Tecnofagias – 3a Mostra 3M (2012), entre outras mostras. É autora de vários livros e artigos sobre o nomadismo contemporâneo e as práticas de cultura digital. Entre os mais recentes destacam-se Nomadismos Tecnológicos (Senac, 2011) e Futuros Possíveis (Arte, Museus e Arquivos Digitais, 2014). 

Com curadoria de Gisela Domschke, o Red Bull Basement é um programa de produção, pesquisa e difusão de projetos que exploram formas colaborativas de experimentação com mídias digitais.