Confira o que rola na 4ª semana de Red Bull Music Pulso

Três semanas já se passaram e a energia dos coletivos selecionados para o Red Bull Music Pulso 2018 só aumenta. Tudo isso será canalizado no showcase que rola no dia 28, a partir das 17h, com todos os participantes da ocupação musical mostrando o que eles criaram no tempo em que estiveram pelos ateliês e corredores do Red Bull Station. A entrada é franca e você pode confirmar sua presença clicando aqui.

Em sua terceira edição, a ocupação musical reúne no Red Bull Station um grupo de 30 músicos independentes dos mais variados gêneros para debater, celebrar e criar música. Confira abaixo o que mais rola nesta última semana de Red Bull Music Pulso.

EXPOSIÇÃO PERMANENTE

Exposição "Recosynth". Crédito: Felipe Gabriel.
Exposição “Recosynth”. Crédito: Felipe Gabriel.

RECONSYNTH – Arthur Joly apresenta algumas das máquinas mais inusitadas que já montou, entre elas a “Groove Synth Machine”, que pesa 40kg e é uma das únicas no mundo com um gravador de discos de vinil acoplado. Além de conhecer melhor os sintetizadores, os visitantes também poderão assistir ao documentário “Out of Frame”, que investiga a trajetória do músico e revela como ele começou a construir suas próprias máquinas de fazer beats. Até 28 de abril (terça a sexta: das 11h às 20h / sábado: das 11h às 19h).

Local: Galeria Principal

Entrada gratuita.

24 A 26 DE ABRIL // 14h – 18h

Red Bull Basement. Crédito: Lucas Lima / Red Bull Content Pool.
Red Bull Basement. Crédito: Lucas Lima / Red Bull Content Pool.

ATELIÊ RUÍDO ÓPTICO – Workshop para estudo e produção de um aparelho eletrônico que converte vibração sonora em desenhos de luz. Durante três encontros, os participantes serão orientados na criação de um captador e ampliador de som integrado à um pequeno sistema emissor laser.

Local: Red Bull Basement Entrada gratuita.

Confirma sua presença em https://win.gs/2IsjVCc (vagas limitadas).

25 DE ABRIL // 18h – 21h

Lorac Issum. Crédito: Divulgação.
Lorac Issum. Crédito: Divulgação.

TRANSMISSÃO AO VIVO RÁDIO VÍRUSS NA LAJE – Dessa vez é a RáDIO VíRUSSS que transmite seu programa quinzenal direto da laje do Red Bull Station, com Valesuchi e Lorac Issum nas pickups. A entrada é franca e permitida para maiores de 18 anos.

Local: laje

Entrada gratuita. Atingido o limite de 70 pessoas, o acesso será rotativo.

28 DE ABRIL // 17h – 0h

Nayra Lays e Nath Rodrigues, do coletivo da Ana Paula Paulino. Crédito: Felipe Gabriel
Nayra Lays e Nath Rodrigues, do coletivo da Ana Paula Paulino. Crédito: Felipe Gabriel.

SHOWCASE #2 – Nesta segunda noite de show, os artistas residentes do Red Bull Music Pulso 2018 apresentarão ao público as criações e improvisações feitas durante a ocupação musical.

Local: Auditório

Entrada gratuita. Confirme sua presença em: https://win.gs/2GyilhU.

Inscreva-se na segunda edição da OCUPAÇÃO

A OCUPAÇÃO é um programa que busca inspirar, conectar e transformar a energia criativa da cidade, um espaço de compartilhamento, vivência, e intercâmbio de experiências e saberes. De 12 de junho a 12 de julho, cinco ateliês do Red Bull Station serão ocupados por diferentes artistas. Além do espaço individual, os participantes poderão utilizar os ateliês colaborativos –um digital e o outro analógico–, além de outros recintos do prédio.

As inscrições podem ser feitas até o dia 10 de maio pela página do Red Bull Tickets. Para se inscrever é preciso preencher uma ficha explicando um pouco do projeto e das intenções com o trabalho. Os selecionados poderão usufruir da estrutura durante um mês e, ao final do período, participam de um encontro para apresentar os projetos desenvolvidos.

[CLIQUE PARA LER A CONVOCATÓRIA COMPLETA]

A primeira OCUPAÇÃO do ano aconteceu entre os dias 01 e 28 de fevereiro. O programa previa um total de quatro vagas, mas depois de 246 projetos recebidos, foram chamados cinco projetos:

 

“Estar entre os 5 selecionados nessa primeira OCUPAÇÃO foi aquele empurrãozinho que faltava para focarmos no lançamento e estruturação da plataforma”, contam Paula Fernandes e Lily Farias, dupla que encabeça o projeto AddWomen. “Foi nesse ambiente inspirador que conhecemos as meninas que participam do Coletivo Abebé, gravamos com elas nossa primeira entrevista para o Channel, nosso futuro canal do YouTube, e aproveitamos os espaços da Red Bull Station para produzir mais entrevistas, reuniões e utilizar o ateliê como bunker criativo”.

Os membros do coletivo Ouvidor 63 completa: “Acreditamos muito no compartilhamento de ideias e conhecimento. Estar no Red Bull Station é poder contar com pessoas especialistas em diversas áreas que complementam o conhecimento que adquirimos na prática no Ouvidor 63″, contam. “É muito importante poder dividir as dificuldades sobre o projeto e ter o suporte dessa equipe que tanto faz para evoluirmos ainda mais nas ideias e ações para a Bienal.”

Coletivo Ouvidor 63 durante encerramento da Ocupação #1. Crédito: Felipe Gabriel.
Coletivo Ouvidor 63 durante encerramento da Ocupação #1. Crédito: Felipe Gabriel.

Os selecionados devem ser atuantes nas mais diversas áreas da criação, da gestão e produção cultural, do desenvolvimento social ou tecnológico ou áreas correlatas não especificadas na convocatória, mas elencadas pelos candidatos. A lista com os selecionados será divulgada em 25 de maio.

Começou a terceira semana de Red Bull Music Pulso

A terceira semana de Red Bull Music Pulso está começando com energia renovada. Depois de um primeiro showcase inesquecível – o segundo acontece no dia 28 de abril, confirme sua presença –, os coletivos continuam criando, a exposição “Recosynth” permanece e os workshops e bate-papos não param.

Em sua terceira edição, a ocupação musical reúne no Red Bull Station um grupo de 30 músicos independentes dos mais variados gêneros para debater, celebrar e criar música. Confira abaixo tudo que rola nos próximos dias e como você pode participar das atividades.

17 DE ABRIL // 14h – 17h

30712798_1875773182473291_1549757722340098048_o
Crédito: Felipe Gabriel.

RED BULL BASEMENT APRESENTA: GRAVAÇÃO DE DISCOS HI-FI #2 – Ministrada pelo VinylLab, esta oficina dará aos participantes a chance de vivenciar a gravação, em tempo real, de uma música autoral, em um disco 7” hi-fi. Além de mostrar este processo, o workshop ainda apresentará todo um histórico sobre a evolução dos materiais usados ao longo do tempo na gravação analógica musical: desde o primeiro registro fonográfico feito por Thomas Edison, passando pelos discos de goma-laca de 78RPM, até chegar nos discos de vinil atuais, de 33 e 45RPM.

Local: Red Bull Basement

Entrada gratuita. Confirme sua presença em: https://win.gs/2GSY0ry.

17 DE ABRIL // 20h

Anderson Foca
Anderson Foca. Crédito: Felipe Gabriel.

UM PAPO SOBRE O FUTURO DA CENA INDEPENDENTE NO BRASIL – Neste painel, o músico e produtor Anderson Foca comanda uma conversa sobre os desafios que os artistas autorais enfrentam para permanecer independentes na música. Participam da conversa o produtor Pena Schmidt – que lançou artistas como Titãs, Ira! e Ultraje a Rigor – e a empresária do Rincon Sapiência e proprietária da Boia Fria Produções Mari Bergel.

Local: Auditório Entrada gratuita.

Confirme sua presença em: https://win.gs/2GyoDxU.

18 DE ABRIL / 18h – 21h

Frequência Modulada. Crédito: Divulgação.
Frequência Modulada. Crédito: Divulgação.

TRANSMISSÃO AO VIVO FREQUÊNCIA MODULADA NA LAJE – O coletivo Frequência Modulada ocupa a laje do Red Bull Station para transmissão de edição especial de 4 anos de seu podcast. A entrada é franca e permitida para maiores de 18 anos. Atingido o limite de 70 pessoas, o acesso será rotativo.

18 DE ABRIL // 20h

Marcelo Mudou aka otimoKaráter e DJ Valesuchi
Marcelo Mudou aka otimoKaráter e DJ Valesuchi. Crédito: Felipe Gabriel.

DISCOTECAGEM E PRODUÇÃO, COM DJ VALESUCHI – Uma das artistas mais respeitadas da cena underground de música eletrônica do Brasil, a DJ chilena Valesuchi prepara uma aula básica sobre produção e construção de um set.

Local: Red Bull Basement

Entrada gratuita. Confirme sua presença em: https://win.gs/2H0SXoc.

19 DE ABRIL // 20h

Akin Deckard. Crédito: Patricia Araujo.
Akin Deckard. Crédito: Patricia Araujo.

O QUE É PRECISO PARA CONSTRUIU UMA INDÚSTRIA DE MÚSICA NO PAÍS? – Mediado pelo produtor e curador Akin Deckard, este painel do Red Bull Music Pulso 2018 pretende investigar as razões pelas quais ainda não existe uma indústria da música consolidada no Brasil. Participam do papo o radialista e produtor cultural Ricardo Rodrigues e a DJ Amanda Mussi.

Local: Auditório

Entrada gratuita. Confirme sua presença em: https://win.gs/2GyoDxU.

21 DE ABRIL // 16h – 19h

 

TRANSMISSÃO AO VIVO NA MANTEIGA NA LAJE – A Na Manteiga faz uma transmissão ao vivo direto da laje do Red Bull Station com Petri Glad, YOka e Nat Jakovac, que farão uma seleção de faixas brasileiras dos anos 70, 80 e 90, respectivamente. A entrada é franca e permitida para maiores de 18 anos. Atingido o limite de 70 pessoas, o acesso será rotativo.

Foto_Invasão 2018: Selecionados Instalações

Confira os selecionados para as INSTALAÇÕES FOTOGRÁFICAS da Foto_Invasão, que acontece de 19 a 26 de maio no Red Bull Station. Foram ao todo 65 projetos inscritos, dos quais 5 foram escolhidos. As instalações foram escolhidas pelo conceito expositivo, qualidade das obras, proposta de instalação, após extensa deliberação dos curadores.

Alessandro Celante – “Máscaras Impermanentes”

Aos mortos que ainda vivem e podem ser despertados. A contradição entre “o ser e o ter” foi o ponto de partida para o desenvolvimento de um projeto que ainda está a acontecer. O ter em detrimento do ser, o automatismo do acúmulo sobreposto à complexidade da experiência, enfim, a não compreensão do efêmero pelo aprisionamento dos sentidos. Usando a morte como metáfora às perdas perceptivas que o mundo contemporâneo nos impõe e a fotografia como linguagem de interlocução, o projeto “Máscaras Impermanentes” propõe uma experiência estética imersiva que começa na captação das imagens, onde os fotografados se submetem ao que metaforicamente configura um “restart” perceptivo, e pela proposta de ação expositiva onde o espaço se reconfigura e uma nova imersão é proposta aos expectadores, na forma de foto instalação.

Alessandro Celante (1)

Flavio Samelo – “par sepfinrbs”

O título da instalação pode parecer um erro ortográfico mas não é. Procuro não ter relação com nenhum signo que possa remeter a alguma coisa física, sentimento, espaço, lugar, época, nem nada que “exista”. A abstração tem que ser total. Os títulos são uma versão ortográfica do trabalho gráfico. A instalação “par sepfinrbs“ é formada por duas chapas de mdf, centralizadas, uma em cada parede. Cada uma delas tem duas fotos adesivadas, que dão o início das pinturas que seguem além do mdf pelas paredes da sala e pelas linhas que saem das paredes e se ligam aos fios e elementos da arquitetura da própria sala, como se tudo estivesse interligado de alguma forma, vindo das fotografias.

Flavio Samelo

Mauricio Virgulino – “Me Fere”

As imagens, as palavras e os rasgos, uma máquina de escrever e uma pessoa. O quanto nossa imagem pode resistir ao peso das palavras? A instalação Me Fere, de Mauricio Virgulino, provoca sobre o que vale uma imagem frente à mil palavras, de julgamento, preconceito, deturpação e violência, repetindo frases que foram destinadas à pessoas reais, usando a máquina de escrever como ferramenta que fere a fotografia. E questiona, neste jogo de valores e falta de diálogo, se as teclas da máquina de escrever, como projéteis destinados às pessoas, também não provocam lesões no próprio datilógrafo.

me fere as imagens, as palavras e os rasgos

Patricia Montrase – “Fuga”

Sempre se procura conforto em lugares do passado. Tanto físicos quanto emocionais e metafóricos. No final de um dia, uma viagem, um passeio, cabeça e corpo cansados querem voltar ao lar, doce lar. E quando ele não é doce? O chão é áspero, o ar é denso e o barulho da rua não te permite ouvir o silêncio? Repelida e estranha dentro de suas próprias paredes. Enchemos o lar de objetos, imagens e retratos de lugares e pessoas que não fazem mais parte do hoje, para que tragam o abraço perdido para o viver do agora. Os sentimentos acabam se perdendo em memórias do passado, o lugar no qual se busca o familiar e seguro, e não se acha. No lugar de conforto, encontramos prisão. Quando habitamos uma cela, tudo o que queremos é fugir.

Patricia Montrase

Tommaso Protti – “Tá Cheio”

CURITIBA, BRASIL – 24 DE ABRIL DE 2015: 11º Distrito Policial de Curitiba, Estado de Paraná (sudeste do Brasil). A prisão deve funcionar como uma área de custódia da polícia onde os prisioneiros são detidos por curtos períodos antes de se mudarem para instalações de prisão maiores. No momento, a prisão tem 117 presos em celas projetadas para 20 pessoas, e algumas delas estavam lá há mais de um ano, e não um mês ou dois, como deveria ser o caso. A superlotação severa é um dos problemas mais sérios que assola o sistema penal brasileiro. A população carcerária do país é a quarta maior do mundo, depois dos EUA, da China e da Rússia, e está crescendo mais rapidamente do que em qualquer outro país. Segundo a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), existem atualmente cerca de 680 mil pessoas nas prisões do país, que são projetadas para receber 300 mil. Apenas uma década atrás, o Brasil tinha cerca de 270.000 pessoas sob custódia.

Overcrowding in Brazilian Prisons

O que rola na 2ª semana do Red Bull Music Pulso 2018

Depois de uma primeira semana intensa, o Red Bull Music Pulso 2018 continua com sua programação de palestras, workshops e shows abertos ao público, além de exposição permanente. O destaque dos próximos dias fica para o primeiro de dois showcases que os residentes realizarão no auditório do Red Bull Station. O evento acontece no sábado (14), a partir das 17h, e nele os artistas apresentarão ao público algumas de suas criações e improvisações feitas durante a ocupação musical.

O Red Bull Music Pulso 2018 acontece até 28 de abril no Red Bull Station. Em sua terceira edição, a ocupação musical reúne um grupo de 30 músicos independentes dos mais variados gêneros para debater, celebrar e criar música. Confira abaixo tudo que rola esta semana e como você pode participar das atividades.

10 DE ABRIL // 20H

redbullstation

OS NOVOS PLAYERS DO MERCADO: A CONEXÃO ENTRE MARCAS E ARTISTAS – Em mais um painel do Red Bull Music Pulso 2018, Carlos Costa, músico e dono da Bananas Music Branding – empresa especializada em curadoria musical para marcas – conta um pouco sobre os bastidores do relacionamento entre grandes marcas e música, que se tornou mais intenso do que nunca. A artista Tássia Reis também participa da conversa.

Local: Auditório

Entrada gratuita. Confirme sua presença em: https://win.gs/2pPFGVS.

12 DE ABRIL // 20H

debora-pill-comanda-o-brisa-na-rbma-radio

COMO A ENERGIA FEMININA SE TORNOU PROTAGONISTA DA MÚSICA ATUAL – Com mediação da jornaLista Débora Pill, as cantoras e compositoras Alessandra Leão e Ava Rocha abordam, neste bate-papo do Red Bull Music Pulso 2018, algumas de suas experiências em relação à presença feminina cada vez mais forte na música contemporânea.

Local: Auditório

Entrada gratuita. Confirme sua presença em: https://win.gs/2GG7l55.

14 DE ABRIL // 14H

Camille Laurent

RED BULL BASEMENT APRESENTA: LABORATÓRIO DE INSTALAÇÃO LUMINOSA ÁUDIO-INTERATIVA – Com facilitação da artista e ex-residente Camille Laurent, o propósito deste laboratório é ensinar, em quatro encontros, todas as etapas de criação de uma instalação luminosa e áudio interativa. Com o uso do Arduino (plataforma de prototipagem eletrônica e hardware livre) e programação em C++, serão investigados seus possíveis usos em diferentes softwares que trabalham programação e artes eletrônicas. Como resultado final, será criado um objeto luminoso reagente a estímulos sonoros.

Local: Red Bull Basement Entrada gratuita.

Confirme sua presença em: https://win.gs/2GUjbX5.

14 DE ABRIL // 17H

jota-ghetto-e-kamau-em-show-no-pulsø

SHOWCASE #1 – Nesta primeira noite de show, os artistas residentes do Red Bull Music Pulso 2018 apresentarão ao público algumas de suas criações e improvisações feitas durante a ocupação musical.

Local: Auditório

Entrada gratuita. Confirme sua presença em: https://win.gs/2GQIhs8.

Preta-Rara: nova curadora da Batalha de MCs do Sófálá

Na cultura hip-hop há doze anos, Preta-Rara é figura conhecida na cena musical. A rapper iniciou a carreira em 2006 no extinto grupo de rap Tarja-Preta, e desde 2013, segue carreira solo. No final de 2015, lançou “Audácia“, seu primeiro EP solo, graças um edital de incentivo municipal de Santos, sua cidade natal. Agora, Preta-Rara adiciona a seu currículo o título de nova curadora da Batalha de MCs do Sófálá. “Fiquei mega feliz com o convite, demorou um tempo para eu acreditar no que estava acontecendo”, lembra. “Isso representa a valorização do meu trabalho.”

A primeira edição do evento sob o comando de Preta-Rara acontece no dia 07 de abril, à partir das 16h30, no Red Bull Station. A entrada é gratuita e o evento conta ainda com um pocket show da rapper e MC, além de discotecagem de Rafa Jazz, uma das fundadoras da Casa Brasilis.

“Acho que minha experiência de mais de dez anos no mercado da música vai ajudar na curadoria”, analisa Preta-Rara que também pretende usar sua experiência como historiadora e professora de história nas batalhas: “Nas apresentações, eu vou sempre soltar alguns dados históricos do movimento hip-hop.”

As Batalhas funcionam com temas e, a cada edição, o primeiro e segundo lugares são premiados com a gravação de uma música no Red Bull Music Studios São Paulo, acompanhada por um beatmaker da casa. As faixas serão lançadas no fim do ano em uma coletânea.

“É uma grande oportunidade. A gente hoje em dia sabe que é muito difícil para as pessoas que não têm renda conseguirem gravar uma musica. Eu mesmo estou na cena já há um tempo e ainda tenho dificuldades”, conta Preta-Rara, que acrescenta que vai dar muita oportunidade para as mulheres: “A Batalha de MCs do Sófálá sob meu comando vai ter muita mulher, não para mostrar que somos melhores que os homens, mas que somos tão boas quanto eles.”

O que rola na 1ª semana do Red Bull Music Pulso 2018

Batuques, vozes, synths e riffs de diversos cantos do Brasil se misturam no centro de São Paulo durante o Red Bull Music Pulso 2018, que acontece entre os dias 3 e 28 de abril no Red Bull Station. Em sua terceira edição, a ocupação musical reúne um grupo de 30 músicos independentes dos mais variados gêneros para debater, celebrar e criar música.

Além de impulsionar a cena independente identificando suas oportunidades e desafios, a ocupação musical vai abrir suas portas ao público com uma intensa programação de palestras, workshops e dois dias de shows. Confira abaixo o que rola esta semana.

04 DE ABRIL // 20h

21969

UMA CONVERSA COM O RAPPER ILLA J – O rapper norte americano Illa J conta um pouco sobre sua carreira neste bate-papo, relatando como descobriu a música em sua cidade natal, Detroit (EUA), e como a influência do irmão famoso, J. Dilla, foi decisiva para seguir seu caminho no rap. Durante a conversa, ele ainda fará algumas demonstrações de música ao vivo.

05 DE ABRIL // 20h

Out of Frame: o documentário sobre Arthur Joly e seus sintetizadores

O MUNDO DOS SYNTHS: POR QUE ALGUMAS MÁQUINAS ANTIGAS SE MANTÊM VIVAS ATÉ HOJE – Após a exibição do mini-doc “Out of Frame” (2017, 17 min.), o personagem central da trama, Arthur Joly, fala sobre um dos assuntos de que mais gosta: curiosidades sobre sintetizadores, abordando temas como o porquê de alguns equipamentos antigos serem substituídos por aparatos mais modernos enquanto outros continuam sendo utilizados até hoje.

04 E 11 DE ABRIL // 19h – 22h e 07 E 14 DE ABRIL // 14h – 18h

Camille Laurent

RED BULL BASEMENT APRESENTA: LABORATÓRIO DE INSTALAÇÃO LUMINOSA ÁUDIO-INTERATIVA – Com facilitação da artista e ex-residente Camille Laurent, o propósito deste laboratório é ensinar, em quatro encontros, todas as etapas de criação de uma instalação luminosa e áudio interativa. Com o uso do Arduino (plataforma de prototipagem eletrônica e hardware livre) e programação em C++, serão investigados seus possíveis usos em diferentes softwares que trabalham programação e artes eletrônicas. Como resultado final, será criado um objeto luminoso reagente a estímulos sonoros.